jusbrasil.com.br
2 de Julho de 2022
    Adicione tópicos

    Súmula Vinculante nº.55 - Auxílio alimentação, servidor inativo

    Geovani Santos, Advogado
    Publicado por Geovani Santos
    há 4 anos


    SÚMULA VINCULANTE 55

    - Auxílio alimentação, servidor inativo

    O direito ao auxílio-alimentação não se estende aos servidores inativos.

    Data de Aprovação 28/03/2016

    "Esta Corte tem entendido que o direito ao vale-alimentação ou auxílio-alimentação não se estende aos inativos por força do § 4º do artigo 40 da Constituição Federal, porquanto se trata, em verdade, de verba indenizatória destinada a cobrir os custos de refeição devida exclusivamente ao servidor que se encontrar no exercício de suas funções, não se incorporando à remuneração nem aos proventos de aposentadoria (assim, a título exemplificativo, nos RREE 220.713, 220.048, 228.083, 237.362 e 227.036). - E ainda em face do § 8º do artigo 40 na redação dada pela Emenda Constitucional n. 20/98, o Plenário deste Tribunal, ao julgar a ADI 575, manteve o entendimento de que"a regra de extensão aos inativos das melhorias da remuneração dos correspondentes servidores em atividade (CF, art. 40, § 8º, cf. EC 20/98) não implica a permanente e absoluta paridade entre proventos e vencimentos, dado que nos últimos se podem incluir vantagens pecuniárias que, por sua natureza, só podem ser atribuídas aos serviço ativo". (RE 318684, Relator Ministro Moreira Alves, Primeira Turma, julgamento em 9.10.2001, DJ de 9.11.2001).

    "Como visto, foi determinante para a decisão da controvérsia a circunstância de estar-se, no caso, diante de verba indenizatória, destinada a cobrir os custos de uma refeição diária, e, portanto, devida exclusivamente ao servidor que se encontrar no exercício de suas funções, não se incorporando à remuneração e, por óbvio, aos proventos de aposentadoria. Se assim é, relativamente aos servidores ativos, não poderia ser diferente em relação aos servidores que se inativaram antes da edição da lei instituidora do auzílio em tela."(RE 228083, Relator Ministro Ilmar Galvão, Primeira Turma, julgamento em 26.3.1999, DJ de 25.6.1999).

    Informações relacionadas

    Rafael Almeida Ribeiro, Advogado
    Notíciashá 6 anos

    Vale Alimentação e os servidores públicos aposentados

    Servidores públicos têm direito a auxílio-alimentação mesmo durante períodos de afastamento

    CRISTIANA MARQUES ADVOCACIA, Advogado
    Artigoshá 7 anos

    Súmula vinculante 44-STF

    Geovani Santos, Advogado
    Notíciashá 4 anos

    Súmula Vinculante nº.27- Competência, Justiça Estadual, Interesse da Anatel

    Supremo Tribunal Federal
    Jurisprudênciahá 23 anos

    Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO: RE 228083 RS

    2 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    Vergonhoso. Ser esses pseudos benefícios. O salário tem q ser algo digno mesmo depois da aposentadoria, há de um dia se despertar para essa situação indigna sim. Vergonhoso . continuar lendo

    Engraçado que quando esses ministros se aposentam, continuam a ter diversos benefícios, não é? Isso também não seria inconstitucional? continuar lendo